Eurofer corta projeção para crescimento da demanda de aço na UE em 2014

quinta-feira, 30 de outubro de 2014 12:46 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A organização europeia de aço Eurofer cortou sua projeção de crescimento da demanda por aço na União Europeia para 2,6 por cento, e disse que a expansão em 2015 será similar, prejudicado por maiores importações e a desaceleração da expansão econômica.

Em julho, a Eurofer, cujos membros incluem a ArcelorMittal, ThyssenKrupp e Voestalpine, havia previsto que a demanda cresceria 3,7 neste ano e 3 por cento no ano que vem.

"Condições de negócios difíceis para o setor de aço da Europa continuarão enquanto o crescimento da demanda permanecer fraco e as importações ficarem em nível elevado", disse o novo diretor-geral da Eurofer, Axel Eggert.

A Eurofer disse que a maior demanda de aço na UE foi preenchida na maior parte pelas importações, que tiveram alta anual de 26 por cento no segundo trimestre, com siderúrgicas da UE perdendo para fornecedores de países em desenvolvimento.

No lado da oferta, a Eurofer vê alta total da produção em 2,3 por cento neste ano, e a um nível similar no ano que vem.

O mercado europeu de aço ainda está lutando para se recuperar dos efeitos da crise financeira, com a demanda ainda cerca de 25 por cento abaixo do nível de 2008, deixando os mercados com muito excesso de oferta e com dificuldades para absorver as crescentes importações.

"Em 2015 ... deve ser esperado um fortalecimento moderado da demanda. No entanto, as importações devem permanecer num nível elevado, exercendo pressões severas às margens de siderúrgicas da UE", disse Eggert.

(Por Maytaal Angel)