ENTREVISTA-Petroleira Karoon estima aportes de até US$150 mi no Brasil em 5 meses

quinta-feira, 30 de outubro de 2014 13:22 BRST
 

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A petroleira australiana Karoon prevê investimentos de 120 milhões a 150 milhões de dólares em seus ativos na Bacia de Santos, nos próximos cinco meses, na perfuração de dois poços, disse o diretor-geral da Karoon na América do Sul, Tim Hosking.

Os aportes serão feitos em conjunto com a parceira nas áreas, a canadense Pacific Rubiales, que detém 35 por cento dos cinco blocos operados pela Karoon no Brasil.

A australiana avalia ainda a atração de um terceiro sócio, que teria 15 por cento dos blocos, para financiar outros investimentos. Para isso, já contratou o BTG Pactual.

"O BTG Pactual conversou com algumas empresas, mas o mercado está um pouco fraco", disse Hosking à Reuters.

Contudo, o ele acredita que, após novas descobertas, será mais fácil atrair parceiros e conseguir um negócio mais atraente.

A perfuração do primeiro dos dois poços previstos terá início já na próxima semana e terá como objetivo avaliar a extensão da descoberta Kangaroo-1.

As perfurações serão feitas com a sonda Olinda Star, arrendada com a Queiroz Galvão Óleo e Gás (QGOG).

Hosking está otimista com resultados.   Continuação...