Vale tem prejuízo no 3º tri, ações despencam; empresa investirá menos

quinta-feira, 30 de outubro de 2014 18:41 BRST
 

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Vale, maior produtora global de minério de ferro, teve prejuízo de 3,381 bilhões de reais entre julho e setembro deste ano, contra lucro de 7,949 bilhões de reais no mesmo período de 2013, em um trimestre duramente impactado pela queda do preço da matéria-prima do aço e por perdas cambiais.

O resultado surpreendeu muitos especialistas, que esperavam queda acentuada no lucro, pelo forte recuo do preço do minério de ferro, mas não prejuízo, decorrente principalmente do impacto não caixa de variações cambiais e perdas monetárias em dívidas e derivativos.

As ações da mineradora tombaram para a menor cotação desde abril de 2009, com alguns analistas preocupados com uma eventual redução de pagamentos de dividendos em uma nova era de preços mais baixos do minério de ferro, em meio ao grande crescimento da produção na Austrália e um ritmo menor da demanda na China.

O presidente-executivo da Vale, Murilo Ferreira, tratou de tentar tranquilizar os investidores, destacando que a mineradora continuará prudente em termos de endividamento e prometendo que os retornos aos acionistas continuarão robustos.

"Trabalhamos para ser 'high yield' em termos de dividendos", afirmou Ferreira a analistas e investidores durante comentários dos resultados.

As ações preferenciais fecharam em baixa de 4,4 por cento, a 20,5 reais, enquanto o Ibovespa fechou em alta de 2,5 por cento

Acompanhando a tendência global de queda dos preços do minério de ferro para mínimas em cinco anos, a Vale também viu os preços médios de venda despencarem. A tonelada de finos de minério foi negociada a 68,02 dólares no terceiro trimestre, contra 84,60 dólares no trimestre anterior e 109,93 dólares no terceiro trimestre de 2013.

Os preços menores do minério impactaram diretamente a receita da companhia, que caiu para 21,055 bilhões de reais, contra 28,591 bilhões de reais um ano antes.   Continuação...

 
Presidente-executivo da mineradora Vale, Murilo Ferreira 22/07/2011 REUTERS/Nacho Doce