Lucro da Ambev sobe 23% no 3o tri, com ajuda de resultado financeiro

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 08:08 BRST
 

Por Juliana Schincariol

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Ambev, maior empresa de bebidas da América Latina, teve alta de no lucro no terceiro trimestre, beneficiada por um melhor resultado financeiro ante igual etapa do ano passado, mas viu o volume de cervejas cair no Brasil em um período também marcado por compressão nas margens.

Entre julho e setembro, o lucro líquido da companhia somou 2,89 bilhões de reais, alta de 23 por cento sobre um ano antes. O resultado ficou exatamente em linha com a média de estimativas de analistas em pesquisa da Reuters.

No período, o volume de cerveja vendido pela empresa no Brasil, seu principal mercado, caiu 0,4 por cento no ano a ano, diminuindo o ritmo ante o avanço de 7,2 por cento registrado no segundo trimestre.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) do segmento caiu 5 por cento no período, na comparação anual, o que pressionou os resultados consolidados, disse a Ambev.

O resultado financeiro consolidado ficou negativo em 221,1 milhões de reais, ante negativo em 497,4 milhões um ano antes.

"Não estamos nada satisfeitos com esse resultado mas, ainda que o ambiente macroeconômico continue desafiador, não vemos o resultado do terceiro trimestre como tendência para o nosso desempenho futuro", disse a companhia em seu relatório de resultados.

A receita líquida consolidada somou 8,6 bilhões de reais nos três meses encerrados em setembro, alta de apenas 0,9 por cento sobre o mesmo trimestre de 2013.

O Ebitda ajustado foi de 4,1 bilhões de reais no período, recuo de 3,1 por cento na mesma base de comparação. A margem Ebitda ajustada da Ambev caiu dois pontos percentuais, a 47,5 por cento.   Continuação...