Banco central da Rússia eleva taxa de juros em 1,50 p.p

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 09:44 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - O banco central da Rússia elevou sua principal taxa de juros em 1,50 ponto percentual em reunião nesta sexta-feira, citando preocupações com a inflação acima da meta, preços fracos do petróleo e aperto das sanções ocidentais.

A decisão leva a principal taxa de juros do país a 9,5 por cento, acumulando aumento neste ano de 4 pontos percentuais.

O banco central tem sido pressionado a aumentar os juros para defender a queda do rublo, que cedeu cerca de 20 por cento sobre o dólar desde meados do ano como resultado da queda dos preços do petróleo e das sanções ocidentais impostas devido à ação da Rússia na Ucrânia.

O aumento nos juros ficou acima da expectativa de analistas em pesquisa da Reuters de aumento de 0,5 ponto percentual.

"Se as condições externas melhorarem, e uma tendência persistente de redução da inflação e expectativas de inflação surgir, o banco central da Rússia estará pronto para começar a afrouxar sua política monetária", disse o banco central em comunicado.

O banco disse estar preocupado com a inflação, que está acelerando como resultado o rublo mais fraco e da proibição à maioria das importações de alimentos do Ocidente adotada em retaliação às sanções.

Segundo o banco central, a inflação alcançou 8,4 por cento até 27 de outubro e permanecerá acima de 8 por cento até o final do primeiro trimestre de 2015. Além disso, disse esperar que o crescimento econômico fique perto de zero no quarto trimestre deste ano e no primeiro trimestre de 2015.