BNP Paribas volta ao lucro e se recupera após custoso acordo legal nos EUA

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 11:23 BRST
 

Por Maya Nikolaeva e Matthias Blamont

PARIS (Reuters) - O BNP Paribas, maior banco da França, retornou ao lucro no terceiro trimestre, recuperando-se de um custoso acordo legal nos Estados Unidos para divulgar o que chamou de um balanço "sólido como uma rocha", fazendo suas ações avançarem.

O BNP, que batalha para recuperar a confiança do investidor e do cliente depois de uma multa de 8,9 bilhões de dólares de autoridades dos Estados Unidos, apertou seus controles durante o último trimestre. O banco disse que o consultor veterano Jean Lemierre assumirá a presidência do Conselho de Administração em dezembro.

O banco fez um acordo em junho com autoridades dos EUA, pagando por acusações de que violou sanções norte-americanas contra o Sudão, Cuba e Irã por 10 anos até 2012.

As ações do BNP na bolsa de Paris estavam em alta de quase 4 por cento às 11h19 (horário de Brasília)

O lucro líquido do banco no terceiro trimestre subiu 11 por cento, para 1,5 bilhão de euros (1,89 bilhão de dólares), impulsionado por menores provisões. A receita aumentou 3,9 por cento, para 9,54 bilhões de euros.

 
. REUTERS/Charles Platiau (FRANCE - Tags: BUSINESS LOGO)