Lucro operacional da Sharp no 2º tri cai com pressão de imposto sobre vendas no Japão

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 11:47 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A fabricante japonesa de eletrônicos Sharp (6753.T: Cotações) disse nesta sexta-feira que seu lucro operacional no segundo trimestre caiu em 18,3 por cento, ficando abaixo de projeções, à medida que a elevação de impostos sobre consumo no Japão teve impacto nas vendas de peças eletrônicas, TVs e produtos da linha branca.

O lucro operacional da Sharp para o período de julho a setembro caiu para 24,5 bilhões de ienes (224 milhões de dólares) ante 30 bilhões de ienes no mesmo período do ano anterior. O número ficou abaixo da mediana de 28,2 bilhões de ienes entre estimativas de sete analistas compiladas pela Thomson Reuters StarMine.

A Sharp, no entanto, reiterou sua projeção de lucro operacional para o ano inteiro de 100 bilhões de ienes, dizendo que os lucros de seu negócio crescente de painéis de telas de cristal líquido (LCD) mais que triplicaram na primeira metade do ano, em meio a encomendas crescentes de fabricantes chinesas de smartphones. No ano encerrado em março de 2014, o lucro operacional ficou em 108,6 bilhões de ienes.

A Sharp está passando por uma reestruturação para diminuir sua dependência de produtos como TVs na esteira de grandes perdas nos últimos anos. A empresa perdeu mercado para concorrentes asiáticas com preços menores.

Em uma mudança mais acentuada do que no caso de outras fabricantes japonesas de eletrônicos, a companhia está se concentrando cada vez mais em vender telas de LCD para clientes como a Apple (AAPL.O: Cotações) e uma nova linhagem de fabricantes chinesas de smartphones.

(Por Sophie Knight)