Produção de petróleo da Opep cai em outubro, mas segue perto de máxima de 2 anos

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 13:15 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A produção de petróleo dos países integrantes da Opep em outubro caiu 120 mil barris por dia (bpd), devido à menor produção em Angola e na Nigéria, apontou uma pesquisa da Reuters, embora uma recuperação na extração na Líbia e um crescimento no Iraque tenham mantido o bombeamento perto das máximas de dois anos registradas em setembro.

A pesquisa também indicou que Arábia Saudita e outros produtores do Golfo Pérsico ​não estão mostrando sinais de cortar deliberadamente exportações para enfrentar excesso de oferta e eventualmente dar suporte aos preços do Brent, que caíram para uma mínima de quatro anos abaixo de 83 dólares por barril este mês.

A produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) teve uma média de 30,72 milhões de barris por dia (bpd) em outubro, ante 30,84 milhões de barris por dia em setembro, de acordo com o levantamento baseado em dados de navegação e informações de fontes em empresas de petróleo, da Opep e consultores.

A Opep produz um terço do petróleo do mundo e se reúne em novembro para definir a política de produção para o início de 2015.

Apesar de estar abaixo de 100 dólares/barril, um preço endossado por muitos membros da Opep, o grupo não parece estar disposto a abrir mão de parte de mercado pelo corte de suprimentos.

"A grande questão para mim é se a Opep está disposta a reduzir sua oferta em volume suficiente para reequilibrar o mercado no próximo ano", disse o analista Carsten Fritsch, do Commerzbank, no Reuters Global Forum Oil. "Eu tenho dúvidas."

(Por Alex Lawler)