Wall St encerra em alta; Dow e S&P batem recorde de fechamento

sexta-feira, 31 de outubro de 2014 19:11 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - Os índices Dow Jones e Standard & Poor's 500 terminaram em patamares recordes nesta sexta-feira e tiveram fortes ganhos pela segunda semana, depois que o banco central do Japão surpreendeu ao aumentar seu programa de estímulos.

O índice Dow Jones subiu 1,13 por cento, a 17.390 pontos. O Dow Jones atingiu ainda o maior patamar intradia, de 17.395 pontos.

O S&P teve ganho de 1,17 por cento, a 2.018 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq subiu 1,41 por cento, a 4.630 pontos, o maior patamar de fechamento desde março de 2000.

Na semana, o S&P subiu 2,7 por cento e o Nasdaq avançou 3,3 por cento. O Dow Jones subiu 3,4 por cento, o maior ganho semanal desde janeiro de 2013.

Os índices também tiveram ganhos no mês, entrando numa forte recuperação das recentes vendas que quase levaram o S&P 500 ao território de correção.

No mês, a alta do Dow Jones foi de 2 por cento, enquanto S&P 500 ganhou 2,3 por cento e o Nasdaq avançou 3 por cento.

Ações da Exxon Mobil e da Chevron subiram 2,4 por cento e 2,3, respectivamente, ficando entre as principais contribuições positivas ao Dow e ao S&P 500, depois de divulgarem seus resultados.

A decisão do BC japonês, cuja diretoria votou para acelerar as compras de títulos governamentais, veio apenas dias depois de o Federal Reserve tirar seu pacote de incentivos.

Isso poderia ajudar a perspectiva para as ações, especialmente se a economia dos Estados Unidos continuar melhorando e os balanços continuarem positivos.

A maioria das empresas do S&P 500 estão superando as expectativas de lucro. Com resultado divulgados de 70 por cento das empresas, 75,8 por cento registraram lucros acima das expectativas dos analistas, segundo dados da Thomson Reuters, muito acima da média de 63 por cento dos últimos 20 anos.