Margem de lucro da Audi cai com custos de fábricas ofuscando ganhos em vendas

segunda-feira, 3 de novembro de 2014 10:16 BRST
 

BERLIM (Reuters) - A lucratividade da Audi caiu durante o terceiro trimestre conforme os gastos com fábricas e modelos ofuscaram os ganhos com vendas recordes de automóveis de luxo.

A divisão da Volkswagen, que é fonte de cerca de 40 por cento de seus lucros, ultrapassou a Mercedes-Benz em 2011 e se tornou a segunda maior montadora de carros de luxo do mundo atrás da BMW.

A Audi está investindo mais de 1 bilhão de euros (1,3 bilhão de dólares) em novas fábricas no México e no Brasil, e pode pela primeira vez fabricar mais carros fora da Alemanha do que dentro de seu país de origem em 2014.

O lucro como proporção das vendas da Audi recuou para 9,2 por cento no terceiro trimestre, ante 9,4 por cento um ano antes, informou a montadora nesta segunda-feira. O índice da Mercedes subiu para 8,6 por cento ante 7,6 por cento, graças a melhores preços.

O lucro operacional da Audi no terceiro trimestre cresceu 5,5 por cento para 1,16 bilhão de euros.

As montadoras europeias de carros de luxo evitaram o pior da crise na região graças em parte à forte demanda nos Estados Unidos e nos mercados emergentes.

Embora as vendas trimestrais tenham crescido 7,2 por cento para 429.295 carros, apoiadas pela demanda por utilitários esportivos como o Q5 e modelos com preços mais altos incluindo o A6, a Audi viu sua vantagem geral nas vendas sobre a Mercedes em 2014 diminuir para 103.494 carros após nove meses, ante 118.110 um ano antes.

(Por Andreas Cremer)