IPO da Virgin America deve precificar companhia em cerca de US$1 bi

segunda-feira, 3 de novembro de 2014 14:17 BRST
 

(Reuters) - A companhia aérea de baixo custo Virgin America, que tem Richard Banson como um dos seus donos, disse que sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) deve ser precificada entre 21 a 24 dólares por ação, atribuindo à empresa um valor de cerca de 1,04 bilhão de dólares no teto da faixa.

A companhia deve captar até 320 milhões de dólares com a oferta.

A Virgin America, conhecida pela iluminação interior, wi-fi e assentos confortáveis de couro mesmo na classe econômica, oferece voos para 22 cidades nos Estados Unidos e no México, usando uma frota de 53 aeronaves Airbus A320.

Branson, cujo investimento na companhia aérea é restrito por regras de investimento estrangeiro dos Estados Unidos, detém uma fatia de 22 por cento na companhia através da Virgin Group e de um fundo de hedge.

A maior acionista da Virgin America é a VAI Partners, que detém 76,1 por cento de participação. A VAI é controlada pelo fundo de hedge Cyrus Capital Partners.

A Virgin America disse nesta segunda-feira que seu lucro líquido subiu para 41,6 milhões de dólares no terceiro trimestre encerrado em setembro, ante 33,5 milhões de dólares um ano antes.

A receita operacional total cresceu 4,7 por cento para 405,5 milhões de dólares.

(Por Amrutha Gayathri)