Opep está preocupada, mas não em pânico com queda de preços, dizem Emirados Árabes

terça-feira, 4 de novembro de 2014 10:08 BRST
 

ABU DHABI (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está preocupada que os preços do petróleo tenham perdido mais de um quarto do seu valor desde junho, mas não está entrando em pânico, disse o ministro de energia dos Emirados Árabes Unidos nesta terça-feira.

O preço do Brent chegou a cair para perto de 82 dólares por barril nesta terça-feira, depois que o maior exportador do mundo, a Arábia Saudita, cortou os preços de venda de petróleo aos Estados Unidos.

O corte derrubou as cotações na segunda-feira e demonstra mais uma vez que os sauditas estão dispostos a lutar por sua participação no maior mercado consumidor de petróleo, enquanto aumenta preços na Ásia e na Europa.

"Sim, estamos preocupados, mas não entrando em pânico", disse Suhail bin Mohammed al-Mazroui à Reuters quando perguntado sobre o recente declínio dos preços globais.

Ele negou-se a responder se a Opep irá decidir por um corte de produção em sua reunião marcada para 27 de novembro, em Viena.

"Como eu disse anteriormente, vamos esperar", disse o ministro, no intervalo de uma conferência do setor de petróleo em Abu Dhabi.

(Por Maha El Dahan)