Bovespa fecha em alta após dia volátil, guiada por expectativas com Petrobras

terça-feira, 4 de novembro de 2014 18:33 BRST
 

Por Marcela Ayres

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista encerrou o pregão em alta nesta terça-feira após uma sessão volátil, marcada por resultados trimestrais positivos de bancos e com o mercado em compasso de espera pelo desfecho de reunião do Conselho de Administração da Petrobras.

Depois de inverter de sinal várias vezes ao longo do dia, o Ibovespa fechou na máxima da sessão, com avanço de 0,81 por cento, a 54.383 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 7,4 bilhões de reais.

"A gente teve performance muito positiva do setor financeiro, isso influenciou o comportamento do índice", afirmou a analista da corretora Concórdia Karina Sanches.

A analista ressaltou a redução das perdas da Petrobras perto do fechamento e disse que a valorização do dólar também melhorou o cenário para as companhias exportadoras.

Para o sócio da Rio Verde Investimentos Eduardo Cavalheiro, a volatilidade do mercado deve continuar enquanto a equipe econômica do governo da presidente reeleita Dilma Rousseff permanecer indefinida.

"O governo não dá sinais de que possa anunciar alguém rápido, então o ambiente fica muito tenso, você também vê o câmbio estressado", disse.

As ações do Itaú Unibanco exerceram a maior influência positiva sobre o índice, com alta de 1,91 por cento, após o maior banco privado do país ter divulgado que seu lucro líquido subiu 35 por cento no terceiro trimestre ante o ano anterior, beneficiado por alta no crédito e aumento da rentabilidade.

As units do Santander Brasil, por sua vez, lideraram os ganhos do Ibovespa com avanço de 14,32 por cento. O banco, que revelou mais cedo aumento de 8 por cento no lucro trimestral, divulgou na véspera um novo programa de recompra de units, envolvendo até 1,16 por cento de seu capital social.   Continuação...