S&P 500 e Nasdaq fecham em queda; recuo do petróleo pressiona ações de energia

terça-feira, 4 de novembro de 2014 20:51 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Os índices acionários norte-americanos S&P 500 e Nasdaq recuaram nesta terça-feira, com mais uma queda nos preços do petróleo puxando para baixo as ações do setor de energia.

O índice Dow Jones subiu 0,1 por cento, a 17.383 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 0,28 por cento, a 2.012 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq caiu 0,33 por cento, a 4.623 pontos.

O índice de energia do S&P 500 caiu 1,9 por cento, ampliando a recente queda do grupo.

O Dow Jones terminou em leve alta, mas não conseguiu romper o recorde de fechamento de sexta-feira. Enquanto o mercado tem se recuperado das recentes baixas, o setor de energia permanece pressionado pela queda nos preços de petróleo.

O petróleo nos Estados Unidos atingiu o menor patamar em cerca de três anos depois de a Arábia Saudita cortar os preços de venda para os EUA.

Além das preocupações com a demanda global, a Comissão Europeia disse que a zona do euro vai precisar de mais um ano para atingir até mesmo um nível modesto de crescimento econômico. Uma reportagem da Reuters disse que presidentes de bancos centrais na zona do euro planejam desafiar o estilo de liderança do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi.

"Eventualmente, uma desaceleração na Europa poderia afetar grandes empresas dos EUA. Até agora, nós não temos visto muita influência, pelo menos nas divulgações de balanços. O próximo trimestre poderia realmente ser um indicativo se a desaceleração na Europa está realmente tendo efeito aqui", disse o gestor de portfólio da Cozad Asset Management Bryant Evans.

Entre as principais influências negativas, as ações da Priceline caíram 8,4 por cento, para 1.097 dólares, ficando entre as maiores quedas percentuais no S&P 500 e no Nasdaq, depois de divulgar projeção de lucro trimestral abaixo da expectativa de Wall Street.