PMI de serviços da China recua a 52,9 em outubro, menor nível em 3 meses

quarta-feira, 5 de novembro de 2014 07:16 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O crescimento no setor de serviços da China enfraqueceu ainda mais em outubro, afetado pelos novos negócios, mostrou a pesquisa Índice Gerente de Compras (PMI) do HSBC/Markit nesta quarta-feira, reforçando sinais de desaceleração gradual da economia, que poderia estimular o governo a adotar novas medidas de estímulo.

O PMI de serviços HSBC/Markit recuou a 52,9 em outubro, na leitura mais fraca desde julho, frente a 53,5 em setembro. Leituras acima de 50 indicam expansão da atividade, enquanto que abaixo, contração.

Um subíndice que mede novos negócios caiu para 53,1 em outubro, mas o subíndice que mede o emprego e os negócios pendentes cresceu, desenhando um quadro misto.

"No geral, o setor de serviços cresceu de forma constante em outubro, com as condições de negócios continuando melhor do que a parcela da indústria da economia", disse o economista-chefe do HSBC na China, Qu Hongbin.

"Embora esse padrão provavelmente continuará, ainda esperamos mais medidas de estímulos nos próximos meses para ajudar a compensar a pressão de baixa sobre a economia."

Para ver mais informações, acesse matéria em inglês.