Claro, Vivo e Oi negaram ter acordo para comprar TIM, diz ministro

quarta-feira, 5 de novembro de 2014 10:31 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nesta quarta-feira que representantes das empresas de telefonia Claro, Vivo e Oi negaram ter acordo para comprar e fatiar a rival TIM Participações.

O ministro afirmou também que a expectativa do governo é de que os vencedores do leilão de telefonia celular de quarta geração (4G) paguem à vista as outorgas das faixas arrematadas e que as usem para cumprir metas de leilões anteriores.

O ministrou falou com jornalistas ao chegar à sede da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), onde participa de evento em comemoração ao aniversário da agência.

(Por Leonardo Goy; Edição de Marcela Ayres)