Dow Jones e S&P atingem patamares recordes após eleições parlamentares nos EUA

quarta-feira, 5 de novembro de 2014 20:11 BRST
 

Por Yasmeen Abutaleb

NOVA YORK (Reuters) - Os índices acionários norte-americanos Dow Jones e S&P 500 fecharam em máximas históricas nesta quarta-feira, após os republicanos ganharam o controle do Senado do país, aumentando as esperanças de políticas mais favoráveis ao setor de energia e aos negócios.

O índice Dow Jones subiu 0,58 por cento, a 17.484 pontos. O S&P 500 ganhou 0,57 por cento, a 2.023 pontos. O índice Nasdaq caiu 0,06 por cento, a 4.620 pontos.

Um relatório mais forte que o esperado no mercado de trabalho também impulsionou as ações, mas alguns resultados fracos no setor de tecnologia seguraram os ganhos no Nasdaq.

O setor se energia subiu com esperanças de que a maioria republicana possa passar legislações que incluam aprovação de oleodutos e gasodutos e reformas das leis de exportação de petróleo e gás natural. O setor de energia do S&P subiu 1,5 por cento, o grupo mais forte do dia.

"Por ora, o mercado, de uma maneira geral, gosta dos resultados. Se nós tivéssemos incertezas sobre o resultado, isso teria sido um motivo para preocupação", disse o estrategista-chefe do LPL Financial, John Canally.

"Um pouco menos de animosidade aos negócios por parte de Washington é claramente positivo", disse, destacando que em 88 por cento das vezes o mercado acionário sobe no quarto trimestre em ano de eleição parlamentar, independente do resultado.

O setor privado dos EUA abriu 230 mil postos de trabalho em outubro, acima do esperado e o maior número desde junho, segundo o relatório Nacional de Emprego da ADP. O dado pode aumentar esperanças para o relatório do setor de trabalho que sai na sexta-feira. Do lado negativo, o ritmo de expansão no setor de serviços no país desacelerou mais que o esperado em outubro.

Pressionando o Nasdaq, a TripAdvisor caiu 14,1 por cento, um dia após divulgar lucro menor que o esperado. FireEye caiu 15 por cento, um dia depois da empresa divulgar projeção de receita muito abaixo das expectativas.