6 de Novembro de 2014 / às 13:47 / em 3 anos

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem na semana passada

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego recuou mais que o esperado na semana passada, no mais recente sinal de melhora do mercado de trabalho.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram 10 mil, para 278 mil, segundo dados sazonalmente ajustados, na semana encerrada em 1º de novembro, informou o Departamento de Trabalho nesta quinta-feira.

A média móvel de quatro semanas, considerada uma medida melhor das tendências do emprego porque minimiza a volatilidade semanal, caiu 2,25 mil, para 279 mil, menor leitura desde abril de 2000.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o número de pedidos recuasse a 285 mil na semana passada. O dado tem ficado abaixo de 300 mil por oito semanas seguidas, sugerindo que a criação de postos de trabalho está ganhando ímpeto.

O governo deve anunciar na sexta-feira a criação de 231 mil vagas fora do setor agrícola no mês passado, depois de 248 mil em setembro, segundo pesquisa da Reuters com economistas. A taxa de desemprego deve permanecer em 5,9 por cento, nível mais baixo em seis anos.

Reportagem de Lucia Mutikani

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below