BCE está pronto para fazer mais se necessário e fará preparativos

quinta-feira, 6 de novembro de 2014 13:27 BRST
 

Por Eva Taylor

FRANKFURT (Reuters) - Os membros do Banco Central Europeu (BCE) estão todos preparados para adotar mais medidas de política monetária e a equipe do banco central irá preparar o terreno caso necessário, disse o presidente Mario Draghi nesta quinta-feira.

O BCE manteve as taxas de juros em uma mínima recorde de 0,05 por cento em sua reunião mensal, aguardando para ver como as medidas de estímulos adotadas nos últimos meses se desenrolam.

Draghi disse que ainda há riscos à recuperação da zona do euro e disse para repórteres em uma coletiva de imprensa: "O Conselho é unânime em seu compromisso de usar instrumentos não convencionais adicionais dentro de seu mandato".

"O Conselho encarregou a equipe do BCE e os comitês relevantes (de bancos centrais) do Eurossistema de assegurar a preparação em momento adequado de mais medidas a serem implementadas caso necessário", disse ele.

Depois que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, encerrou seu programa de compra de títulos ao mesmo tempo que o banco central do Japão elevou seu programa de estímulo, os mercados estão tentando julgar quão perto o BCE está de lançar medidas mais agressivas, como "quantitative easing", a impressão de dinheiro para comprar grandes quantidades de títulos de governos.

Havia um desconforto crescente acerca do estilo de liderança de Draghi.

A Reuters publicou na terça-feira que presidentes de bancos centrais da zona do euro planejavam desafiar Draghi sobre seu estimulo de comunicação, e em particular sobre a menção de uma meta para o balanço contábil de quanto dinheiro o BCE planeja injetar na economia após o Conselho ter concordado em setembro em não divulgar qualquer número.

Draghi reafirmou a meta, dizendo que o balanço "voltará rumo às dimensões que tinha no começo de 2012".   Continuação...