Vale obtém licença de operação para ampliar cava em Carajás

quinta-feira, 6 de novembro de 2014 14:15 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mineradora Vale obteve licença de operação para a ampliação da cava N4WS localizada em Carajás, no Pará, importante passo para cumprir o plano de expansão da produção de minério de ferro nos próximos dois anos, informou a mineradora nesta quinta-feira.

Com a licença, expedida na quarta-feira pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o início do desenvolvimento da mina depende apenas da obtenção da autorização de supressão vegetal, a ser dada pelo órgão ambiental.

"A licença obtida suporta o plano de produção nos anos de 2015 e 2016 do complexo minerador de Carajás e é um grande avanço no processo de crescimento da nossa produção de minério de ferro", afirmou a Vale em nota.

A autorização para explorar a cava N4WS faz parte do projeto da Vale para a expansão da produção de Carajás, que já é a principal área mineradora da maior produtor mundial de minério de ferro.

A Vale já tinha uma licença prévia do Ibama para o chamado Estudo de Impacto Ambiental (EIA Global).

O licenciamento prévio do EIA Global, anunciado em agosto, inclui a ampliação das cavas de N4WS, N5S, Morro I e Morro II. As quatro juntas contêm 1,8 bilhão de toneladas de reservas, de acordo com comunicado enviado pela mineradora na época.

No comunicado desta quinta-feira, a Vale disse ainda que continua trabalhando em conjunto com o Ibama e com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) no processo de licenciamento da cava N5S no Sistema Norte em Carajás.

(Por Marta Nogueira)