Conab reduz potencial da safra de soja do Brasil 14/15 para até 91,74 mi t

terça-feira, 11 de novembro de 2014 12:17 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A projeção de potencial máximo da safra de soja 2014/15 do Brasil foi reduzido nesta terça-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para 91,74 milhões de toneladas, ante 92,41 milhões da previsão de outubro, após um início de plantio atrapalhado pelo clima em várias regiões do país.

A Conab elevou o limite inferior de seu intervalo de estimativas para 89,34 milhões de toneladas, contra 88,83 milhões em outubro. Por outro lado, o ponto médio da previsão caiu para 90,54 milhões de toneladas, ante 90,62 milhões.

Na região Centro-Oeste, principal produtora de grãos do país, o tempo seco provocou forte redução no ritmo do plantio, quando se compara com outubro da temporada passada, destacou a Conab.

"A preocupação colocada pelos produtores da região é de que o plantio ocorrendo numa janela estreita implicará numa colheita também executada numa faixa concentrada", disse a companhia, em seu relatório.

Um menor escalonamento do plantio e da colheita faz com que mais áreas fiquem suscetíveis, simultaneamente, a danos causados por eventuais chuvas fortes ou seca, por exemplo.

"O cenário indicado pelos produtores é o da possibilidade de ocorrência de infestações de lagartas, nos estágios iniciais daquelas lavouras já implantadas, podendo sugerir a necessidade de replantio", apontou a Conab.

Sobre a região Sul, segunda principal na produção de soja, a Conab destacou que chuvas intensas em setembro e outubro atrasaram o plantio no Paraná e adiaram o início dos trabalhos no Rio Grande do Sul. Apesar disso, as perspectivas de colheita nestes dois Estados são boas, disse a Conab.

MILHO E TRIGO   Continuação...

 
Plantação de soja no município de Primavera do Leste, no Mato Grosso. 7/02/2013. REUTERS/Paulo Whitaker