Marfrig tem prejuízo de R$303 mi no 3º tri, impactado por resultado financeiro

quinta-feira, 13 de novembro de 2014 11:54 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de alimentos Marfrig aprofundou seu prejuízo do terceiro trimestre deste ano, comparado com o mesmo período de 2013, afetado pelo aumento das despesas financeiras e impactos cambiais.

A companhia informou nesta quinta-feira que o prejuízo líquido entre julho e setembro foi de 303,3 milhões de reais, 56 por cento maior do que a perda de 194,1 milhões de reais um ano antes.

No trimestre passado, o resultado financeiro ficou negativo em 718,1 milhões de reais, salto de quase 50 por cento, refletindo o impacto de fatores como a adesão ao Refis e expressiva variação cambial negativa.

Do lado operacional, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) subiu 7,8 por cento na comparação anual, a 394,4 milhões de reais, ajudado pela elevação de 6 por cento na receita líquida, a 5,239 bilhões de reais, e controle das despesas gerais e administrativas no período.

"O bom desempenho das exportações da Marfrig Beef Brasil e o avanço das vendas na Moy Park compensaram a desaceleração no mercado interno do Brasil e o impacto da queda dos preços médios da Keystone nos Estados Unidos e APMEA (Ásia/Pacífico, Oriente Médio e África)", informou a Marfrig em comunicado.

No trimestre passado, a companhia registrou geração de caixa positiva de 84 milhões de reais devido à melhor administração do capital de giro, principalmente nas operações da Marfrig Beef Brasil. No acumulado do ano, o fluxo de caixa livre estava em 71 milhões de reais.

Segundo a Marfrig, a migração do mix de vendas para um aumento siginificativo das exportações no negócio de bovinos no Brasil reforça a "crença no atual cenário de oferta e demanda". As exportações passaram a responder por um patamar recorde de 45 por cento da receita total da Marfrig Beef Brasil no terceiro trimestre, ante 41 por cento no mesmo período do ano passado.

"O terceiro trimestre demonstrou que há uma boa chance de obtermos economias de custo (considerando somente o Brasil) acima da meta original de 30 milhões de reais por ano", informou a companhia, acrescentando que está implantando no Uruguai, Argentina e Chile a mesma agenda de produtividade implementada no país.

A Marfrig encerrou o trimestre com dívida líquida de 7,5 bilhões de reais, ante 6,7 bilhões no segundo trimestre.

(Por Marcela Ayres; Edição de Patrícia Duarte)

 
Funcionário corta peças de carne em abatedouro da Marfrig em Promissão. 07/10/2011 REUTERS/Paulo Whitaker