Vale fecha acordo com Mitsui para Vale Moçambique e Corredor Logístico de Nacala

terça-feira, 9 de dezembro de 2014 07:20 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Vale informou nesta terça-feira que entrou em um acordo por meio do qual a trading de commodities japonesa Mitsui & Co passará a deter 15 por cento da participação da mineradora na Vale Moçambique (VM) e 50 por cento da fatia de 70 por cento da Vale no Corredor Logístico de Nacala (CLN).

A Vale disse que o valor final atribuído à participação de 15 por cento da Mitsui na VM pode variar entre 330 milhões e 480 milhões de dólares, segundo fato relevante enviado ao mercado.

Quanto ao CLN, a Vale informou que a Mitsui contribuirá com 313 milhões de dólares em instrumentos de equity e quasi-equity, passando a deter 50 por cento desses instrumentos e a compartilhar o controle do CLN com a Vale. Até a conclusão da transação, a mineradora brasileira continuará a financiar o CLN com empréstimos ponte da própria Vale.

A mineradora acrescentou ainda que negocia um "project finance" com a Mitsui, com meta de captar até 2,7 bilhões de dólares, de modo a financiar os investimentos de capital restantes e permitir o resgate de parte dos empréstimos contraídos pelo CLN junto à Vale.

(Por Priscila Jordão; Edição de Marcela Ayres)