Cargill pode investir US$1 bi na Indonésia; foca setor de aves

terça-feira, 9 de dezembro de 2014 13:14 BRST
 

JACARTA (Reuters) - A Cargill pode investir 1 bilhão de dólares na Indonésia durante os próximos três a quatro anos, com foco na entrada no setor avícola e na expansão de seus negócios de palma no país do Sudeste Asiático, afirmou o presidente-executivo da companhia nesta terça-feira.

No início deste ano, a Indonésia entrou em negociações para retomar os embarques de carnes de aves para o Japão, depois de uma suspensão de dez anos, com um acordo provável avaliado inicialmente em 200 milhões de dólares por ano. As discussões se seguiram a um escândalo alimentar envolvendo fornecedores de carne da China.

A Cargill, que já tem uma presença nos setores de óleo de palma da Indonésia, de cacau e de alimentação para criações, vê grande potencial na indústria avícola do país.

"O Japão está olhando atentamente para frango indonésio, e parte dele pode substituir volume que caiu de vendas da China, por conta de vários problemas que a China tem tido", disse o presidente-executivo da Cargill, David MacLennan, a repórteres.

A demanda por carne de aves da Indonésia, quarto país mais populoso do mundo, também está crescendo, com a melhora da renda da população.

MacLennan, que se reuniu com o novo presidente indonésio, Joko Widodo, e outros altos funcionários do governo na segunda-feira, disse que parte do investimento futuro na Indonésia seria para ampliar o negócio de palma.

A empresa tem plantações de óleo de palma que cobrem cerca de 40.000 hectares na Indonésia, o maior produtor do óleo comestível.

A Cargill já investiu 700 milhões de dólares no país ao longo dos últimos quatro anos, disse o executivo.

Ele estava falando a repórteres antes da abertura oficial da unidade de processamento de cacau da Cargill em East Java, no final desta semana.

(Por Michael Taylor)