PIB do agronegócio do Brasil deve crescer 2,8% em 2015, prevê Cepea

terça-feira, 9 de dezembro de 2014 18:27 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio do Brasil crescerá 2,8 por cento em 2015, previu nesta terça-feira o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), que também revisou para baixo a expectativa de crescimento do setor em 2014, para 2,6 por cento.

O setor representa quase um quarto do PIB nacional.

"Em 2015, o desempenho dos principais setores do agronegócio brasileiro tende a ser positivo... os fundamentos não justificam animação, mas também rejeitam 'choradeira', pelo menos da maioria das atividades", afirmou o centro da Esalq/USP em nota.

Segundo a equipe de analistas do Cepea, a obtenção de crescimento previsto vai requerer que o agronegócio continue explorando seus ganhos de produtividade, sem depender apenas de impulsos da demanda.

Na avaliação da equipe Cepea, o setor vai encontrar em 2015 um mercado interno estagnado ou em fraca expansão "na melhor das hipóteses, resultado do provável aumento do desemprego e de desaceleração dos salários".

Já no exterior, as perspectivas de menor liquidez e maiores juros internacionais indicam dólar mais valorizado e preços de commodities menores.

No caso da soja, o principal produto do agronegócio, um pequeno aumento tanto da área quanto da produtividade deve gerar mais uma safra recorde, acima de 90 milhões de toneladas, o que ajuda no PIB do setor.

No caso do café, para a safra 2015/16, produtores estimam nova baixa da oferta de arábica, com as lavouras ainda sob os efeitos da seca deste ano, assinalou o Cepea.

(Por Roberto Samora)