Cade aprova sem restrições aquisição de Ventos de São Cristóvão por Renova Energia

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014 08:08 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição da Ventos de São Cristóvão Energias Renováveis, do fundo de investimento Salus, pela Renova Energia, no âmbito da operação de implantação de um complexo de parques eólicos da Renova e da Cemig na Bahia.

O aval foi publicado em despacho na edição do Diário Oficial da União desta quarta-feira.

Pelos termos da operação, o Salus Fundo de Investimento em Participações, do grupo Salus, transferirá direitos, imóveis, licenças e autorizações relacionados à implantação do complexo eólico para a Ventos de São Cristóvão, cuja totalidade do capital será adquirida pela Renova.

A Ventos de São Cristóvão ainda não possui atividades operacionais e está em estágio preliminar de projeto, segundo documento entregue pelas empresas ao Cade.

O parque eólico deve ser instalado em área contígua dos municípios de Jacobina e Mirangaba, na Bahia, somando capacidade instalada de 676,2 MW.

O valor do acordo foi tratado como confidencial pelas empresas.

A Renova compartilha com a Cemig o investimento no projeto de Jacobina por meio de acordo para a formação de uma joint-venture anunciado em julho e aprovado pelo Cade sem restrições em outubro.

(Por Priscila Jordão)