Bovespa fecha em baixa de 1,3% e renova mínima desde março

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014 17:12 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa emendou a terceira queda consecutiva nesta quarta-feira, sob o peso de perdas acentuadas de ações de Petrobras e Vale, que levaram o principal índice acionário doméstico para nova mínima desde março.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa caiu 1,3 por cento, aos 49.542 pontos. O giro financeiro da sessão somou 4,6 bilhões de reais.

Os papéis da Petrobras, após terem batido a mínima em nove anos na véspera, seguiram em queda livre, refletindo o pessimismo generalizado do mercado, pontuado pela queda dos preços internacionais do petróleo e pelo avanço de investigações de denúncias de corrupção na estatal.

A mineradora Vale outra vez espelhou a desânimo do mercado com o setor de commodities, diante de sinais de desaceleração da demanda, especialmente pela China, segunda maior economia do mundo.

Os negócios na bolsa doméstica foram influenciados ainda pela baixa das bolsas norte-americanas.

Um ponto fora da curva foi TIM Participações, que deu um salto de 14 por cento.

(Por Aluisio Alves)