Vendas de imóveis novos em SP têm 2o pior mês do ano em outubro, diz Secovi

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 07:02 BRST
 

(Reuters) - As vendas de imóveis novos na capital paulista caíram 55,4 por cento em outubro na comparação anual, a 963 unidades, no segundo pior mês do ano, informou o sindicato de habitação Secovi-SP nesta quinta-feira.

Em relação a setembro, o recuo foi de 65,4 por cento. Naquele mês, houve avanço de 55,1 por cento sobre agosto e queda de 5,6 por cento na comparação anual.

O resultado em outubro foi pressionado pelas eleições no período. Além das incertezas políticas, segundo o Secovi, os finais de semana representam os melhores dias para o mercado imobiliário, e naquele mês dois deles foram dedicados à votação.

De janeiro a outubro, foram vendidas 15.337 unidades residenciais novas, queda anual de 44,7 por cento.

Os lançamentos em outubro caíram 20,9 por cento em outubro ano a ano, a 2.336 unidades. Ante setembro, o volume foi 41,9 por cento inferior, disse o Secovi.

O valor geral de vendas em outubro foi de 531 milhões de reais, recuo anual de 63 por cento e mensal de 55,6 por cento.

REGIÃO METROPOLITANA

Considerando os municípios que compõem a região metropolitana de São Paulo, as vendas foram 24,2 por cento menores em outubro na comparação anual e caíram 27,1 por cento sobre setembro, para 3.499 unidades.   Continuação...