Índice europeu tem queda 6% na semana, a maior em mais de três anos

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 15:56 BRST
 

Por Blaise Robinson

PARIS (Reuters) - O principal índice de ações europeias recuou novamente nesta sexta-feira e marcou a maior queda semanal desde agosto de 2011, com os setores de petróleo e serviços de petróleo afundando ainda mais na esteira da queda dos preços da commodity.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, caiu neste sexta-feira 2,63 por cento, a 1.321 pontos, e encerrou a semana com queda acumulada de 5,9 por cento.

"É um banho de sangue. Após uma semana tão negativa, não tem nem mesmo uma retomada no fechamento. O fato de que o petróleo não consegue encontrar um piso está assustando os agentes de mercado", disse o operador Pierre Martin do Saxo Bank.

As ações da empresa de serviços de petróleo Saipem caíram 5,6 por cento nesta sexta-feira, atingindo o menor patamar em dez anos, enquanto os papéis da Royal Dutch Shell recuaram 2,98 por cento, os da Repsol caíram 5,99 por cento e da CGG perderam 4,1 por cento.

O petróleo Brent caiu abaixo dos 63 dólares o barril, o menor valor desde julho de 2009, com as preocupações sobre excesso de oferta global e as projeções sobre demanda enfraquecida persistindo.

O índice STOXX do setor de petróleo e gás despencou 29 por cento desde junho.

"Estamos chegando ao ponto onde há um risco de ver calotes corporativos e soberanos em países produtores de petróleo, o que poderia retomar riscos sistêmicos globais", disse o chefe de estratégia do Pictet, Christophe Donay.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 2,49 por cento, a 6.300 pontos.   Continuação...