Com forte incerteza, dólar sobe a R$2,65 e renova máxima em quase 10 anos

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 17:02 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta, a 2,65 reais, mas longe das máximas da sessão, impulsionado por diversos fatores econômicos e até políticos, como apreensão dos investidores diante da queda dos preços do petróleo e o futuro do programa de intervenções do Banco Central no câmbio.

A moeda norte-americana avançou 0,14 por cento, a 2,6512 reais, após alcançar 2,6785 reais na máxima da sessão. Trata-se do maior nível de fechamento desde 1º de abril de 2005 (2,660 reais). Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 2 bilhões de dólares.

Na semana, a divisa acumulou alta de 2,23 por cento.

(Por Bruno Federowski)