Bovespa cai 3,73% e tem o pior desempenho semanal desde maio de 2012

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 18:18 BRST
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa brasileira renovou sua mínima desde março nesta sexta-feira, com a nova baixa no preço do petróleo provocando um movimento global de aversão ao risco e corroborando preocupações do mercado quanto ao cenário desfavorável para as commodities, às quais as empresas da Bovespa tem forte exposição.

O Ibovespa fechou em baixa de 3,73 por cento, a 48.001 pontos, nível mais baixo desde 26 de março.

Na semana, o Ibovespa perdeu 7,68 por cento, seu pior desempenho desde a terceira semana de maio de 2012. No mês, a queda acumulada é de 12,3 por cento.

O giro financeiro do pregão foi de 6,5 bilhões de reais.

O petróleo tipo Brent fechou abaixo abaixo de 62 dólares o barril, atingindo novas mínimas em cinco anos em meio a preocupações persistentes com um excesso de oferta global e a perspectiva de demanda fraca.

O índice de referência do minério de ferro com entrega imediata na China, apesar de ter registrado pouca variação nesta sexta-feira, estava próximo da mínima em mais de cinco anos.

"O preço de commodities está indo para um patamar extremamente baixo e sem perspectiva de melhora no curto prazo, o que faz Petrobras e Vale serem as principais perdedoras", disse o economista da Legan Asset Fausto Gouveia.

"As siderúrgicas CSN e Usiminas sofrem o impacto pois têm plantas de minério de ferro e se o minério cai tanto é porque não tem procura por aço", completou.   Continuação...