December 13, 2014 / 7:18 PM / 3 years ago

Congresso dos EUA luta contra o tempo para aprovar lei de gastos

2 Min, DE LEITURA

WASHINGTON (Reuters) - O Congresso dos Estados Unidos, que registrou durante todo o ano disputas entre os partidos, lutava para aprovar medidas básicas como fianciamento do governo e prorrogação de isenções fiscais.

Diante de um prazo de meia-noite de sábado (horário local) para pagar pelos programas governamentais pelos próximos nove meses, parlamentares realizaram uma rara sessão no fim de semana para tentar avançar com as medidas que devem ser adotadas.

O projeto de lei de gastos irá financiar atividades que vão de compras de armas pelo Pentágono a programas de educação.

O progresso era tão lento que os parlamentares foram forçados a aprovar projetos de lei para gastos de apenas dias, com o objetivo de evitar a paralisação do governo como a que afetou Washington em outubro de 2013.

A atual autoridade de gastos de Washington vence à meia-noite de sábado (3h de domingo, horário de Brasília), mas provavelmente será prorrogada até meia-noite de quarta-feira (3h de quinta-feira) para dar ao Senado mais tempo para finalizar uma medida de 1,1 trilhão de dólares que o presidente Barack Obama está aguardando.

Líderes do Senado, incapazes de aprovar o enorme projeto orçamentário rapidamente, podem ser forçados a realizar uma votação processual no domingo. Isso é necessário para abrir caminho para a aprovação na segunda-feira do projeto para financiar a maioria das atividades do governo até 30 de setembro de 2015.

Por Richard Cowan

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below