Ações asiáticas sofrem pressão com PMI negativo na China e queda do petróleo

terça-feira, 16 de dezembro de 2014 08:06 BRST
 

Por Lisa Twaronite

TÓQUIO (Reuters) - A queda dos preços do petróleo e dados negativos sobre a indústria na China pesaram sobre as ações asiáticas, que fecharam em queda nesta sexta-feira.

Às 7h55 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,75 por cento, depois que os principais índices tiveram perdas em Wall Street na segunda-feira. O índice Nikkei de Tóquio teve queda de 2 por cento.

A atividade no setor industrial da China teve contração em dezembro pela primeira vez em sete meses, mostrou o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) preliminar do HSBC/Markit para a indústria chinesa, conforme as novas encomendas caíram.

"Embora alguns teriam esperado ver dados decepcionantes da China resultarem em mais pedidos de estímulo, este não foi o caso hoje e na verdade vimos os receios de investidores se intensificarem", disse o estrategista do IG Markets, Stan Shamu, em nota. "A atividade na China geralmente acelera ao se aproximar do final do ano, mas não parece que este será o caso desta vez".

Os preços do petróleo continuavam sob pressão nesta terça-feira após a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) novamente dizer que não cortará a produção apesar de medos acerca de um maciço excesso de oferta, e uma autoridade dos Emirados Árabes Unidos ter descartado a realização de uma reunião emergencial do grupo para sustentar os preços.