Dólar sobe cerca de 2%, a R$2,73, com aversão global a risco

terça-feira, 16 de dezembro de 2014 17:06 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar subiu quase 2 por cento nesta terça-feira, chegando a bater o patamar de 2,76 reais durante o pregão ao reagir à intensa aversão ao risco nos mercados globais, após a forte alta dos juros da Rússia na noite passada se mostrar insuficiente para evitar o tombo do rublo e em meio à contínua queda dos preços do petróleo.

Mesmo a informação de que o Banco Central continuará ofertando swaps cambiais no ano que vem, com leilões equivalentes que podem variar entre 50 milhões e 200 milhões de dólares, não foi suficiente para conter o mau humor no mercado. Operadores ainda aguardam uma definição final dos moldes do programa.

A moeda norte-americana subiu 1,87 por cento, a 2,7355 reais na venda, maior nível de fechamento desde 24 de março de 2005 (2,740 reais). Na máxima do dia, subiu 2,83 por cento, a 2,7614 reais.

Nas últimas cinco sessões, o dólar acumulou valorização de 5,29 por cento.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro no mercado à vista ficou em torno de 1,4 bilhão de dólares. O movimento intenso desta sessão inchou o volume do mercado futuro, que ficou acima da média das últimas semanas.

(Por Bruno Federowski)