Alstom confirma estar perto de acordo nos EUA por caso de corrupção

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014 09:45 BRST
 

PARIS (Reuters) - O grupo francês Alstom, fabricante de trens e turbinas de energia, confirmou nesta quarta-feira que está em negociações com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos na esteira de notícias nesta semana afirmando que a empresa estava perto de fechar um acordo nos EUA por caso de corrupção por 700 milhões de dólares.

Uma fonte havia dito à Reuters na véspera que a Alstom se aproximava de uma resolução, sendo que a multa seria a maior já cobrada pelos EUA por suborno estrangeiro.

Um alto funcionário do Departamento de Justiça disse em um discurso no mês passado que os executivos da Alstom, juntamente com a parceira japonesa Marubeni, por muitos anos se envolveram em um esquema para pagar milhões de dólares em subornos a um membro do alto escalão do parlamento indonésio e outros funcionários indonésios em troca de ajuda na obtenção de um contrato de 118 milhões de dólares na Indonésia.

(Por Andrew Callus)

 
Logotipo da Alstom durante visita inaugural a instalações na França. 02/12/2014 REUTERS/Stephane Mahe