Holandesa SBM Offshore, de plataformas de petróleo, mantém previsão de vendas para 2014

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014 10:00 BRST
 

AMSTERDÃ (Reuters) - A SBM Offshore, empresa holandesa de leasing de plataformas de petróleo, manteve sua projeção de vendas para 2014, mas disse que contará com 146 milhões de dólares em encargos não recorrentes.

A companhia, que encerrou um caso sobre suborno no exterior com procuradores holandeses no mês passado pelo montante recorde de 200 milhões de dólares, não deu uma previsão de vendas para 2015.

A empresa afirmou na semana passada que cortaria 1.200 postos de trabalho, ou pouco mais de 11 por cento de sua equipe global, como parte de um programa de economia de custos.

A SBM Offshore disse que arcará com um encargo não caixa de 56 milhões de dólares relacionado à unidade de produção de gás Deep Panuke.

Ela também contabilizará uma baixa de cerca de 50 milhões de dólares relacionado a uma disputa contratual com um cliente norte-americano e uma provisão de 40 milhões de dólares para um fundo de garantia.

Tais custos extras serão parcialmente compensados pela reversão de um encargo de 109 milhões de dólares com danos na plataforma de Thunder Hawk no Golfo do México, disse a companhia.

A SBM Offshore afirmou que, apesar da pressão sobre a indústria petrolífera, a empresa espera vendas de 3,3 bilhões de dólares em 2014.

A companhia não mencionou uma investigação de suborno no Brasil, onde seus agentes de vendas são suspeitos de pagar funcionários do governo para garantir contratos com a estatal Petrobras.

A SBM Offshore foi barrada de fazer ofertas por contratos do governo no Brasil, um de seus principais mercados, até que a investigação seja concluída.

(Por Anthony Deutsch)