Executivos afastados da Usiminas abrem processo contra presidente do Conselho da empresa

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014 12:37 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os executivos afastados da Usiminas Julián Eguren, Marcelo Chara e Paolo Bassetti abriram nesta quarta-feira um processo contra o presidente do Conselho de Administração da siderúrgica, Paulo Penido, buscando reparação de danos morais.

Segundo comunicado do grupo latino-americano Ternium, responsável pela indicação dos executivos antes da demissão deles no fim de setembro, Penido agiu de maneira ilegal ao votar pelo afastamento dos três em uma conturbada votação desempatada por ele.

(Por Alberto Alerigi Jr.)