CMVM diz que empresária Isabel dos Santos tem que subir oferta por Portugal Telecom SGPS

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014 16:33 BRST
 

LISBOA (Reuters) - O regulador do mercado de capitais de Portugal, CMVM, disse nesta quarta-feira que bilionária empresária angolana Isabel dos Santos tem de aumentar o valor de sua oferta de aquisição da Portugal Telecom SGPS (PT SGPS).

A CMVM disse em comunicado que não aceitou os argumentos apresentados pela empresa Terra Peregrin, que pertence à empresária, para isentá-la da regra que dita que o preço de uma oferta tem que ser pelo menos o valor médio da ação nos últimos seis meses. A oferta feita pela PT SGPS foi de 1,35 euro por papel.

A Terra Peregrin, cuja proposta avalia a PT SGPS em 1,2 bilhão de euros (1,49 bilhão de dólares), argumentou que o calote em julho da Rioforte, holding cuja dívida é detida pela PT SGPS, fez o valor da ação da empresa despencar, tornando a regra inaplicável.