Wall St sobe após comunicado do Fed e S&P 500 tem melhor dia desde outubro de 2013

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014 20:19 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quarta-feira, com o S&P 500 registrando seu melhor dia desde outubro de 2013, após o Federal Reserve fazer uma avaliação otimista da economia e dizer que adotará uma abordagem paciente para aumentar os juros.

O rali, que aconteceu após três dias seguidos de queda, também foi motivado pelo avanço de 4,2 por cento do índice de energia do S&P.

O índice Dow Jones subiu 1,69 por cento, a 17.356 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 2,04 por cento, a 2.012 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq subiu 2,12 por cento, a 4.644 pontos.

Após a reunião de dois dias, o banco central dos Estados Unidos deu forte sinalização de que está a caminho de elevar a taxa de juros em algum momento do próximo ano. O comunicado veio em meio a um cenário de crescimento econômico doméstico forte, mas de problemas em outros países.

"Isto é o mercado dizendo 'ah, entendi', o Fed não quer causar ruptura, essa é uma política monetária estável e o Fed vai continuar a apoiar os preços dos ativos", disse o estrategista-chefe de investimento do Brown Brothers Harriman Private Banking, Scott Clemons.

Também sustentando os ganhos do mercado acionário, a chair do Fed, Janet Yellen, disse que não é uma grande preocupação o fato de que alguns bancos possam estar alavancados e expostos a movimentos nos preços de petróleo. O petróleo nos EUA e o Brent caíram cerca de 50 por cento desde junho.

Todos os dez setores do S&P terminaram em alta nesta quarta-feira.

As ações da Exxon Mobil subiram 3 por cento, a 89,02 dólares.

Mas cedo, dados mostraram que os preços ao consumidor nos Estados Unidos tiveram a maior queda em quase seis anos em novembro, com o recuo nos preços da gasolina.