Exportação do complexo soja do Brasil surpreende e terá receita recorde em 2014

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014 16:57 BRST
 

Por Roberto Samora

SÃO PAULO (Reuters) - As receitas com as exportações de soja em grão, farelo e óleo do Brasil foram revisadas e agora vão atingir um recorde de 31,196 bilhões de dólares em 2014, superando a marca histórica do ano passado, quando os preços estiveram nos maiores patamares já vistos, mostraram nesta quinta-feira dados da Abiove, a associação da indústria.

A estimativa do mês anterior da Abiove era de que as exportações desses produtos atingiriam 30,75 bilhões de dólares neste ano, ainda abaixo dos 30,965 bilhões de dólares de 2013.

Os valores da exportação do complexo soja vão superar o total das exportações de minério de ferro, o principal produto da pauta comercial do Brasil.

A soja em grão (segundo principal produto do país) deve ficar levemente abaixo do minério, afetado por preços baixos neste ano.

Os números maiores da Abiove se devem a uma revisão nas estimativas de volumes embarcados de farelo e óleo de soja, além de um ajuste no preço de exportação de farelo, disse o secretário-geral da Abiove, Fábio Trigueirinho.

"Verificamos um pouco mais de processamento de soja, e isso permitiu elevar as exportações dos subprodutos", disse Trigueirinho, lembrando que os volumes embarcados de soja em grão, ainda que recordes, ficaram ligeiramente abaixo das previsões.

Segundo Trigueirinho, o Brasil teve uma estratégia acertada neste ano de embarcar grandes volumes até setembro, antes da entrada da safra dos Estados Unidos pressionar os preços internacionais.

Assim, disse o secretário-geral, os preços de soja e derivados exportados em 2014 ainda ficaram na média em níveis bastante bons, embora abaixo dos recordes de 2013.   Continuação...