Anima Educação faz acordo com norte-americana Whitney, incorpora duas universidades

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014 10:12 BRST
 

Por Marcela Ayres

SÃO PAULO (Reuters) - A Anima Educação anunciou nesta sexta-feira acordo para unir suas operações com as da norte-americana Whitney University System no Brasil, incorporando à sua rede a Universidade Veiga de Almeida (UVA), no Rio de Janeiro, e o Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge), em Salvador.

No âmbito do negócio, a Anima Educação pagará uma parcela inicial de 562,5 milhões de reais no fechamento da transação, além de 212,5 milhões de reais através de notas promissórias com prazo de vencimento de 12 meses após essa data.

Adicionalmente, serão emitidas 10.825.635 ações da companhia, que exibiam alta de 7,5 por cento, a 36,50 reais, às 10h09. Após a incorporação dos novos papéis, os acionistas da Whitney deterão 11,6 por cento da Anima Educação.

Em fato relevante, a Anima afirmou que a investida fará com que a companhia assuma uma posição de liderança em quatro dos cinco maiores mercados de ensino superior no Brasil, passando a somar 141 mil alunos matriculados em 26 campi e 34 polos de ensino a distância.

Fundada em 1972, a UVA é a terceira maior instituição de ensino superior do Rio de Janeiro, com aproximadamente 31 mil alunos matriculados em cinco campi. Já a Unijorge foi fundada em 1999 e é maior instituição privada da capital baiana, com aproximadamente 26 mil alunos matriculados em 3 campi.

A Anima também possui no seu portfólio a Universidade São Judas Tadeu e Unimonte, em São Paulo, e a Una e Uni-BH, em Minas Gerais.

"Os perfis institucionais da UVA e da Unijorge se encaixam perfeitamente com a estratégia da Anima Educação: marcas locais fortes e de referência em qualidade acadêmica em seus respectivos mercados", afirmou a companhia.

De acordo com a Anima, a união com a Whitney irá acelerar seu projeto de expansão do ensino a distância. A ideia é incorporar as plataformas nessa modalidade da UVA e da UniJorge, já autorizadas a operar EAD pelo MEC, às da Una Virtual, que começa a funcionar a partir de 2015.   Continuação...