Roche e bancos italianos limitam avanço do índice europeu

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014 15:57 BRST
 

Por Alistair Smout

LONDRES (Reuters) - O principal índice de ações da zona do euro fechou em alta nesta sexta-feira, influenciado pelo avanço da bolsa inglesa, mas todos os outros índices regionais importantes encerraram no vermelho pressionados pela queda do papel da farmacêutica suíça Roche.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, subiu 0,36 por cento, a 1.361 pontos. O índice de blue-chips EuroStoxx 50 e o suíço SMI recuaram 0,4 por cento.

O setor de saúde foi o que mais retirou pontos do FTSEurofirst 300, com o papel da Roche registrando a maior queda, de 6,3 por cento, após testes de novos medicamentos para Alzheimer e câncer de mama fracassarem. Analistas disseram que projeções para 2015 terão de ser revisadas para baixo.

"O lançamento dos medicamentos já estava precificado, mas parece improvável que essas receitas se materializem", disse o analista de mercado do CMC Markets, Jasper Lawler.

O índice do setor de saúde do STOXX Europe 600 caiu 0,7 por cento,

O FTSEurofirst 300, por sua vez, foi amparado pelo comprometimento na quarta-feira do Federal Reserve, banco central norte-americano, em ser "paciente" para elevar os juros.

Ações de bancos italianos também limitaram os ganhos após a Standard & Poor's cortar o rating do setor, dizendo que o crescimento vai ser mais baixo que o esperado.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,23 por cento, a 6.545 pontos.   Continuação...