Premiê grego sugere eleição em 2015 após negociação de resgate internacional

domingo, 21 de dezembro de 2014 11:41 BRST
 

ATENAS (Reuters) - O primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, pediu aos parlamentares no domingo para eleger um novo presidente e ofereceu a perspectiva de eleições gerais até o final do próximo ano, uma vez que as negociações com os credores internacionais estejam finalizadas.

Em um pronunciamento na televisão no domingo, ele disse que a Grécia tinha a obrigação de concluir as negociações com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional.

"Então, blindada economica e politicamente, podemos encontrar um prazo adequado para as eleições nacionais, ainda no final de 2015", ele disse.

O inesperado anúncio foi feito dois dias antes do segundo turno da votação no Parlamento para eleger um novo presidente e após um resultado decepcionante para o governo no primeiro turno, na semana passada, quando ganhou menos apoio do que o esperado.

Se o Parlamento não eleger um presidente pela terceira e última rodada de votação, em 29 de dezembro, uma eleição geral teria que ser realizada no início de fevereiro, colocando as negociações sobre o fim do programa de resgate internacional da Grécia em risco.