Crise na Petrobras "é circunstancial", diz ministro Lobão

terça-feira, 23 de dezembro de 2014 11:54 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A crise na Petrobras decorrente do escândalo de corrupção "é circunstancial", disse nesta terça-feira o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, acrescentando que o governo federal não conhecia os desvios.

Em entrevista a jornalistas, antes do anúncio do novo ministro de Minas e Energia, Lobão negou envolvimento no suposto esquema de corrupção na estatal de petróleo.

Segundo ele, a presidente Dilma Rousseff deve anunciar nesta terça-feira boa parte ou todo o ministério do segundo mandato, inclusive o nome de novo ministro de Minas e Energia.

(Por Leonardo Goy)

 
Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. REUTERS/Ueslei Marcelino (BRAZIL - Tags: POLITICS)