Crescimento do PIB dos EUA no 3º tri é revisado para 5,0%

terça-feira, 23 de dezembro de 2014 13:57 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - A economia dos Estados Unidos cresceu no ritmo mais rápido em 11 anos no terceiro trimestre deste ano, o sinal mais forte até agora de que a expansão da atividade norte-americana realmente acelerou o passo.

O Departamento do Comércio informou nesta terça-feira ter revisado para cima sua estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para ritmo anual de 5,0 por cento, ante 3,9 por cento divulgados no mês passado, citando gastos mais fortes de consumidores e empresas do que havia levado em conta anteriormente.

É o ritmo de crescimento mais rápido desde o terceiro trimestre de 2003. A expansão do PIB foi revisada num total de 1,5 ponto percentual desde que a primeira estimativa foi publicada em outubro.

Grandes revisões nos dados do PIB não são incomuns, uma vez que o governo não tem as informações completas quando faz suas estimativas iniciais.

A economia dos EUA cresceu 4,6 por cento no segundo trimestre, e agora registrou os dois trimestres consecutivos mais fortes de expansão desde 2003. Economistas consultados pela Reuters estimavam que o crescimento subiria ao ritmo de 4,3 por cento no trimestre passado.

Embora o ritmo de crescimento tenha provavelmente desacelerado no quarto trimestre, um mercado de trabalho em rápido fortalecimento e preços de gasolina mais baixos devem fornecer ímpeto o suficiente à economia norte-americana em 2015 e manter o Federal Reserve, banco central dos EUA, ainda em curso para começar a elevar os juros em algum momento no ano que vem.

Destacando os fundamentos cada vez mais firmes da economia, o crescimento na demanda doméstica foi revisado para cima a 4,1 por cento no terceiro trimestre, em vez dos 3,2 por cento divulgados anteriormente. Esse foi o ritmo mais rápido desde o segundo trimestre de 2010.

Os gastos de consumidores, que são responsáveis por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, cresceram 3,2 por cento, o ritmo mais rápido desde o quarto trimestre de 2013, em vez dos números publicados antes de alta de 2,2 por cento.

O crescimento no investimento empresarial foi elevado para 8,9 por cento, ante 7,1 por cento.   Continuação...

 
Fumaça sendo dispersada no céu em refinária de petróleo em Wilmington, Califórnia. 24/03/2012 REUTERS/Bret Hartman