Terra Peregrin retira oferta de aquisição de ações da Portugal Telecom SGPS

terça-feira, 23 de dezembro de 2014 16:40 BRST
 

LISBOA (Reuters) - A Terra Peregrin, da bilionária angolana Isabel dos Santos, retirou nesta terça-feira a oferta pública de aquisição de ações (OPA) de 1,2 bilhão de euros da Portugal Telecom SGPS, que tinha como objetivo travar a venda dos ativos portugueses da operadora brasileira Oi.

A empresária recusou-se a aumentar o preço inicial oferecido, de 1,35 euro por cada ação da Portugal Telecom SGPS.

O regulador dos mercados portugueses, a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), havia determinado que a empresária angolana elevasse a atual oferta de 1,35 euro, após ter rejeitado a derrubada da utilização da média ponderada dos últimos seis meses na fixação do preço.

Essa média ponderada é superior ao preço oferecido de 1,35 euro, tendo a Terra Peregrin reiterado que não estava disposta a revê-lo, visto que a recente falência da holding Rioforte afetou consideravelmente as perspectivas de a Portugal Telecom SGPS recuperar uma dívida de 900 milhões de euros.

"Uma vez que a decisão da CMVM de não deferimento do pedido de derrogação implica a não verificação de uma condição de lançamento da oferta, a oferente decide, após cuidada ponderação, retirar a oferta", disse a Terra Peregrin em comunicado.

A empresária angolana lançou a OPA para travar a venda dos ativos de telecomunicações portugueses da Oi para o grupo europeu Altice.

A Portugal Telecom SGPS tem 25,6 por cento da Oi que, por sua vez, é dona da totalidade da Portugal Telecom, cujos ativos portugueses serão vendidos à Altice por 7,4 bilhões de euros. A alienação ainda precisa ser aprovada pelos acionistas da Portugal Telecom SGPS, em assembleia marcada para 12 de janeiro.

O Conselho de Administração da Portugal Telecom SGPS tem dito que o preço de 1,35 euro por ação oferecido pela empresária angolana não reflete o valor da empresa, incluindo as potenciais sinergias de uma consolidação da Oi no Brasil.

A Terra Peregrin disse anteriormente que pretendia capitalizar e dar músculo financeiro à endividada Oi para ter uma melhor posição em eventuais processos de fusões e aquisições no Brasil.

As ações da Portugal Telecom fecharam em alta de 1,82 por cento nesta terça-feira, a 1,006 euro.

(Por Sérgio Gonçalves)