Conselho da Petrobras escolhe Ellen Gracie para integrar Comitê Especial

terça-feira, 23 de dezembro de 2014 21:54 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Conselho de Administração da Petrobras aprovou nesta terça-feira a criação do Comitê Especial que atuará como interlocutor das investigações internas sobre corrupção na empresa, tendo a ministra aposentada do Supremo Tribunal Federal (STF) Ellen Gracie como um de seus três integrantes.

Ellen Gracie foi presidente do STF de 2006 a 2008. O Comitê também será formado por Andreas Pohlmann, advogado formado pela Universidade Goethe, em Frankfurt, Alemanha, que foi diretor de compliance da Siemens AG de 2007 a 2010 e, até novembro de 2011, membro do Conselho da Ferrostaal AG.

O terceiro integrante será o diretor de Governança, Risco e Conformidade, cargo criado pela Petrobras em novembro, para o qual ainda não houve indicação.

O Comitê Especial atuará nas investigações internas independentes conduzidas pelos escritórios Trench, Rossi e Wataname e Gibson, Dunn & Crutcher, informou a Petrobras em comunicado.

O órgão se reportará diretamente ao Conselho de Administração da empresa e terá como responsabilidade aprovar um plano de investigação, receber e analisar informações encaminhadas pelos escritórios e "assegurar que a investigação mantenha independência".

O Comitê deverá elaborar um relatório final com as conclusões da investigação, assim como recomendações em relação às políticas internas e procedimentos, informou a estatal.

  Continuação...