YouTube concorda em distribuir "A entrevista", diz CNN

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014 15:09 BRST
 

Por Michele Gershberg e Liana B. Baker e Christian Plumb

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O YouTube, do Google, concordou em distribuir o filme "A Entrevista", da Sony Pictures, que está no centro de um ataque cibernético destrutivo, oferecendo locação online, começando na quinta-feira, publicou a CNN.

A liberação do filme na internet coincidiria com a estreia em um pequeno número de cinemas dos Estados Unidos, segundo a CNN, que afirmou ter ouvido fontes com conhecimento direto das negociações. Segundo a CNN, o acordo ainda pode falhar.

Representantes do YouTube, Google e Sony não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

A Sony, que selecionou cerca de 200 salas de cinema independentes para passar o filme no dia de Natal, depois de grandes cadeias terem se recusado, disse na terça-feira que estava tentando fechar acordo com outras plataformas para que o filme possa atingir o maior público possível.

Nenhuma operadora de TV a cabo ou por satélite concordou ainda em colocar "A Entrevista" disponível sob demanda.

A CNN disse que a Sony tem olhado para outros canais de distribuição, além do YouTube, advertindo que o negócio com o YouTube pode não dar certo.

O estúdio também manteve conversas com a Apple para colocar a comédia disponível no iTunes, mas as negociações fracassaram, afirmou a CNN, informando que ouviu a informação de duas fontes.