BC da China pondera afrouxar exigências de liquidez em bancos, dizem fontes

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014 09:30 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O Banco do Povo da China está ponderando a alteração de regras que governam como as proporções de empréstimos para depósitos são calculadas em bancos, uma medida que impulsionará as condições de liquidez, disseram à Reuters fontes com conhecimento direto do assunto.

Fontes do setor bancário disseram que o banco central, durante reunião com instituições financeiras domésticas, revelou que está planejando incluir poupanças detidas por bancos para instituições financeiras que não recebem depósitos nos depósitos de bancos, o que ampliará a base para o cálculo das proporções de empréstimos para depósitos.

Sob as regras atuais, os bancos chineses podem emprestar o equivalente a até 75 por cento de seus depósitos.

Segundo as fontes, foi dito a 24 grandes instituições financeiras na reunião que mesmo se os depósitos interbancários forem incluídos na base, elas podem não precisar provisionar reservas adicionais, deixando mais liquidez disponível para empréstimos e investimentos.

A medida é vista como outra tentativa de revigorar o investimento empresarial produtivo sem ter de recorrer a um corte geral nas taxas de compulsório.

No entanto, fontes disseram que a possível mudança na política foi objeto de debate dentro do banco central e que, até a semana passada, não havia sido aprovada pela cúpula.

O banco central chinês não atendeu telefonemas pedindo comentários.

(Por Redação em Pequim)