26 de Dezembro de 2014 / às 19:23 / 3 anos atrás

Dólar recua ante real em movimento de ajuste

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar caiu ante o real nesta sexta-feira, com investidores aproveitando a ausência de divulgação de dados econômicos relevantes para corrigir parte da alta recente da divisa.

A moeda norte-americana recuou 0,83 por cento, a 2,6741 reais na venda. O volume financeiro, segundo dados da BM&F, ficou em torno de 1,4 bilhão de dólares.

Na semana, o dólar subiu 0,63 por cento.

“O movimento hoje foi de correção da alta de terça-feira que foi um pouco exagerada”, disse o economista da Tendências Consultoria Silvio Campos Neto. Na terça, a divisa norte-americana subiu 1,64 por cento ante o real, a 2,7045 reais na venda, repercutindo o dado sobre o crescimento da economia dos Estados Unidos.

O mercado ficou fechado na véspera devido ao feriado de Natal e os investidores também já se preparam para as festas de Reveillón. Nos próximos dias, as cotações podem ficar mais voláteis antes do fechamento da Ptax do ano, que é referência para uma série de contratos financeiros.

Com apenas alguns dias úteis para o fim de 2014, o BC ainda não detalhou os volumes de swaps cambiais --derivativos que equivalem à venda de dólares no mercado futuro-- que serão oferecidos no próximo ano dentro de seu programa de intervenção.

O presidente do BC, Alexandre Tombini, já disse que a oferta diária de swap pode ser reduzida para até 50 milhões de dólares. Atualmente, a autoridade monetária oferece o equivalente a 200 milhões de dólares em swaps diariamente.

“Pela lógica, o BC reduziria a oferta (diária de swaps), mas não pode fazer porque a pressão de alta no dólar cresceria, o que é ruim para a inflação”, o gerente de câmbio da corretora TOV, Reginaldo Siaca, para quem a moeda-norte-americana continuará rondando os 2,70 reais no curto prazo.

No ano, o dólar acumula alta de 13,4 por cento sobre o real.

Nesta manhã, o BC deu continuidade às intervenções diárias no mercado de câmbio, ofertando até 4 mil swaps cambiais, com volume equivalente a 196,3 milhões de dólares. Foram 2,05 mil papéis com vencimento em 1º de setembro de 2015 e 1,95 mil para 1º de dezembro de 2015.

O BC também vendeu a oferta total de até 10 mil swaps para rolagem dos contratos que vencem em 2 de janeiro, que equivalem a 9,827 bilhões de dólares. Até agora, a autoridade monetária já rolou cerca de 90 por cento do lote total.

Os investidores também vão continuar atentos ao noticiário sobre a nova equipe econômica da presidente Dilma Roussef --encabeçada pelos ministros indicados Joaquim Levy (Fazenda) e Nelson Barbosa (Planejamento), além de Tombini-- e quais medidas, sobretudo na área fiscal, vão ser adotadas para tentar resgatar a confiança dos agentes econômicos.

No exterior, as atenções continuavam voltadas à Rússia, cuja moeda tem sofrido fortes perdas diante da queda nos preços internacionais do petróleo, e aos próximos passos do Federal Reserve, banco central norte-americano.

Diante dos recentes sinais de fortalecimento da economia norte-americana, cresciam as apostas de que o Fed elevará mais cedo a taxa de juros da maior economia do mundo, movimento que pode atrair aplicações financeiras hoje alocadas em outros mercados, como o brasileiro.

Por Patrícia Duarte e Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below